segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Artista do Mês: Beach Boys

Bem, agora que o Verão a sério deu os ares da sua graça, chegou o tempo de actualizar a banda sonora. No ano passado, a minha mente tinha vagueado por uns sons Rocks mas desta vez, não sei porquê, virei-me para os clássicos. E qual é a banda que está intrinsecamente ligada ao Verão, à praia e aos momentos passados entre amigos? Claro, os Beach Boys :-)

Eu avisei que se tratava de um clássico… Tão clássico que os vídeos que escolhi estão com uma cor esquisita e às vezes a preto e branco. Mas que se lixe, o que interessa é o som e as emoções que as músicas desta banda vindo directamente da Califórnia transmite. Para ser sincero, cada vez que ouço canções dos Beach Boys parece que viajo para o outro lado do Atlântico. Imagino que estou a conduzir um daqueles descapotáveis tipicamente americanos (Corvette, Mustang, etc.) à beira mar e claro, acompanhado por amigos. É um daqueles sonhos “facilmente” concretizáveis…

Mas adiante… Há muita coisa por dizer acerca desta banda dos anos 60. Na realidade, a história dos Beach Boys mais se parece com uma novela brasileira do que outra coisa. Ora bem, trata-se de uma banda originalmente composta por Brian Wilson e os seus dois irmãos, Carl e Dennis, o primo Mike Love e um amigo chamado Alan Jardine. E infelizmente, quando se mete muita família ao barulho, acontecem sempre desgraças… Entre os problemas psicológicos de uns, o abuso de drogas/álcool de outros e a troca de elementos no grupo, a vida nem sempre foi fácil.

Contudo e apesar destes problemas, os Beach Boys conseguiram rivalizar com as grandes bandas britânicas da actualidade como os Beatles e os Rolling Stones.

Em temos musicais, podemos dividir a carreira dos Beach Boys em várias fases. A primeira e talvez a mais significativa começou em 1962 quando editaram o primeiro álbum (Surfin’ Safari). Este disco identificou claramente um estilo e conferiu uma identidade à banda, ao apresentar canções essencialmente ligadas ao surf. Até se chegou a falar em surf music… A seguir, podemos identificar uma segunda fase de sucesso que teve como principal origem uma mudança de estilo e cujo objectivo era exportar os Beach Boys para o interior do país. Com o álbum Little Deuce Coupe, o surf foi deixado de lado e foi substituído pelo tema do automóvel, um assunto na moda em qualquer canto dos Estados-Unidos. Consequência? Omnipresença na televisão e nas rádio do país e uma notoriedade que se exporta para o Velho Continente… 

 
E a partir dos meados da década de 60, os Beach Boys entram numa nova era, impulsionados pelo líder da banda Brian Wilson. Para ultrapassar os Beatles, o autor/compositor/intérprete/produtor decide criar um álbum sofisticado, esquecendo os temas de sucesso (surf, carros) e apresentar Pet Sounds. Este disco irá então conhecer dois destinos. Por um lado, o público americano não irá gostar do novo estilo, demasiado afastado das raízes da banda. Mas, por outro lado, o público europeu vai adorar as melodias, de tal forma que o próprio Paul Mc Cartney o designou como “melhor álbum de todos os tempos” e God Only Knows a “melhor música da história”.

No seguimento deste sucesso europeu e, acima de tudo, dos elogios vindo dos Beatles, Brian Wilson voltará a trabalhar num projecto chamado Smile que pretendia ser a maior obra de arte da música Pop. Apesar desta ambição, nem os restantes membros da banda, nem a própria editora acreditariam na capacidade em ver o líder dos Beach Boys levar a cabo tamanho projecto. De facto, por causa de problemas mentais e de alcoolismo protagonizados, o projecto Smile será abandonado pelos membros da banda, deixando apenas lugar ao álbum Smiley Smile. E, a partir deste momento, os Beach Boys entrarão claramente na última fase, a do declínio.

Com Brian Wilson cada vez menos presente na composição das músicas, os álbuns dos Beach Boys deixam de ser sucessos comerciais, principalmente nos Estados-Unidos. A década de 70 será essencialmente marcada por entradas e saídas dos membros da banda e de problemas frequentes de alcoolismo. Mais tarde, nos anos 80, Brian Wilson já não faz parte do grupo e Dennis Wilson é encontrado morto (afogamento acidental por causa de um estado de embriaguez). No final dos anos 90, Carl Wilson morre devido ao cancro e Alan Jardine abandonará o grupo a seguir. Neste contexto, Mike Love torna-se no único membro original.

Hoje em dia, apesar dos Beach Boys continuarem a dar concertos, a verdade é que a alma desta banda mítica desapareceu… Mas não há nada como recordar alguns dos seus maiores sucessos aqui ao lado e aproveitar estas melodias na praia :-)

Boas férias a todos!

0 comentários: