terça-feira, 5 de junho de 2012

Tese de Mestrado: O Mercado da Tradução em Portugal


Na semana passada, dei por concluído mais uma etapa no meu percurso académico com a defesa da minha tese de mestrado em Economia Industrial e da Empresa.

O objectivo deste estudo consistia em analisar o mercado da tradução em Portugal e, neste sentido, pretendia-se determinar este mercado precisava de regulação e, nomeadamente, de intervenção pública. Para além disso, numa parte prática, pretendia-se ainda identificar quais eram os motivos que levavam as grandes empresas presentes no nosso país em contratar este tipo de serviços.

Antes que a versão completa esteja disponível no portal da Universidade do Minho, deixo aqui o resumo para a vossa apreciação.


O MERCADO DA TRADUÇÃO EM PORTUGAL E A CONTRATAÇÃO DESTE SERVIÇO PELAS GRANDES EMPRESAS

A comunicação é um ato essencial para os indivíduos como para as empresas. Este aspecto foi reforçado nos últimos anos no âmbito de uma economia cada vez mais globalizada e desafiante, onde as empresas provenientes de vários países e culturas lutam entre elas para alcançar os seus objectivos. Neste contexto, a questão da tradução adquire uma importância estratégica para estes atores e, em última análise, para o desenvolvimento socioeconómico dos países.

Neste sentido, quisemos determinar se o mercado português da tradução estava correctamente estruturado para se desenvolver de forma sustentável. Assim, questionámos uma possível intervenção do Estado, bem como o papel das associações sectoriais. No seguimento das sugestões de regulação do mercado onde se destacou a relevância de se reconhecer a importância económica e social da tradução, decidimos aferir a forma como as grandes empresas actuavam em Portugal, relativamente à contratação deste tipo de serviços a partir de um questionário.

A partir destes resultados, realizámos, num segundo tempo, um estudo de caso junto de uma empresa que optou por criar um departamento interno de tradução. Os objectivos gerais desta iniciativa pretendiam averiguar quais os factores que estiveram na base da criação daquele departamento assim como a tipologia da sua organização, e qual a sua importância económica para a empresa.

Por fim, decidimos contactar profissionais que integram empresas de tradução através da realização de entrevistas. O objectivo das mesmas prendia-se essencialmente com o facto de obtermos feedback por parte das empresas que oferecem este tipo de serviço, a partir dos contactos que estas realizam junto dos seus clientes. Desta forma, poderíamos reforçar a ideia de que o mercado da tradução necessitava de ser regulado para corresponder a exigências de elevado valor que os clientes que actuam em Portugal solicitam.

1 comentários:

Trivela7 disse...

manda o link para ler a versão completa... =)